sábado, 27 de março de 2010

Aquela pessoa (:



creio que devemos medir muito bem nossas palavras. Pois coisa que talvez para nós sejam inofensivas, pro nosso próximo nn seja assim tão insignificante. Não sabemos ao certo o que se passa de fato na mente e principalmente no coração das pessoas. Talvez 90% das pessoas que me conhecem , nn saibam de fato o que se passa em meu coração. Não só pelo fato de eu nn me abater com as porradas que levo da "vida" , mas por eu sempre ter um sorriso no rosto e crêr que Deus tem sempre o melhor pra mim. Mas confesso que dói um pouco quando alguém duvida do que sentimos, sabe ? Do nosso amor, da nossa amizade, da nossa lealdade! Essas coisas são essenciais pra mim , e sempre deixo isso bem claro através de ATITUDES, porque elas "falam" mais do que mil palavras. E atitudes que eu digo, nn é colocar fotos no orkut , mandar recados todos os dias ou ficar mandando depoimentos toda semana. Vai muito além disso. É dar conselho, mesmo sabendo que a pessoa pode ficar com raiva, é abraçar mesmo quando se quer gritar com a pessoa, é sorrir pra alguém mesmo quando o nosso coração está aos prantos. É você nn medir esforços pra ver as pessoas que você ama, felizes, mesmo que as vezes a felicidade delas , nn seja a exatamente a sua. É você se doar pra alguém , mesmo que esse alguém já tenha vacilado, é dar uma segunda chance a uma amizade que seu coração diz que vale a pena. É você saber que as vezes precisa colocar as SUAS vontades em segundo plano. É você saber que de fato as vezes precisamos nos colocar em segundo plano. Pra ser amigo e amar alguém , nn é preciso você tá ali todo dia ligando, bajulando, mandando msg e sms toda hora, basta aparecer no momento certo. Aquele momento em que você pode estar ali, a disposição da pessoa , de coraçao aberto, sabe ?
E com certeza é meio complicado quando tudo isso acontece e a pessao ainda diz que você nn a considera importante. Será assim tão difícil enxergar o que tá ali tão na cara ? Que o importância desse ser é tão grande que mesmo dizendo um monte de coisas chatas , fazendo um monte de coisas que as vezes machucam, você tá ali, firme e forte, pro que "der e vier".
Bem a realidade as vezes é meio dura, e temos que continuar encarando de frente , de peito aberto. Fazendo a NOSSA PARTE sem se prender aos detalhes tristes da vida. O negócio é a gente se concentrar na parte COLORIDA da vida. Ainda que detalhes como esse venham a mente.
Acho que depois desse desabafo, posso seguie em frente em mais toda essa angustia no coraçao, hahaha. Vivendo e aprendendo a cantar (8) rs.

Agora vou postar um texto que li antes de passar por determinadas situações .. mas que gostei e to postando (:

Adriana C. De Oliveira
Eu tenho como hábito perguntar o nome das pessoas aonde vou...
Seja uma vendedora, um garçom, sejam elas quem for...
Eu gosto de saber o nome.
É muito bom saber que somos importantes na vida de alguém.
Mas isso também gera uma responsabilidade muito grande para com o outro.
Em 2005, passei por isso. Confesso que na época fiquei assustada.
Num evento que participo como voluntária todos os anos (EMEES). A mãe de uma linda
menina veio me procurar e dizer que precisava muito conhecer quem era a pessoa que
tanto a filha falava, sentia falta, escrevia carta e pedia para ligar...
E outra menina que sempre teve muita dificuldade em demonstrar e receber carinho,
também se rendia a mim, e como a outra escreveu cartas que me fizeram emocionar.
E eu no início pensava, mas o que será que eu fiz?
Não fiz nada demais. (o que fiz foi dar atenção)
Apenas fui o que sempre sou.
Sei que eu fiz uma diferença na vida delas e elas também fizeram na minha.
E com isso eu pude sentir na prática a frase de Antoine de Saint-Exupéry: " Tu te tornas
eternamente responsável por aquilo que cativas"
Há muitas pessoas que passaram por minha vida e eu nunca mais esqueci, e outras que eu
nunca irei esquecer. Algumas que apenas passaram...
Acho que esse é um dos coloridos da vida.
Tem certas pessoas que como a brisa. Chegam bem suavemente e ficam por certo tempo e
da mesma forma vão embora....
Outros são que nem chuvas de verão com a mesma intensidade e velocidade que vem elas
vão...
Outras como o vento, não podemos ver, mas sempre sentimos sua presença...
Mas uma coisa que todos têm em comum, eles sempre deixam algo, seja uma saudade,
um aprendizado, uma alegria, uma lágrima... E levam alguma coisa consigo...
Esse trecho de Antoine de Saint-Exupéry traduz muito bem o que quero dizer.
"Cada um que passa em nossa vida, passa sozinho, pois cada pessoa é única e nenhuma
substitui outra.
Cada um que passa em nossa vida, passa sozinho, mas não vai só nem nos deixa sós.
Leva um pouco de nós mesmos, deixa um pouco de si mesmo.
Há os que levam muito, mas há os que não levam nada.
Essa é a maior responsabilidade de nossa vida, e a prova de que duas almas não se
encontram ao acaso. "
Temos muitas pessoas inesquecíveis em nossas vidas...
E com toda certeza somos ou fomos inesquecíveis para outras também...
Essa poesia que fiz é falando um pouco disso.
Eu sou Aquela Pessoa que minha poesia a descreve.
Muita pretensão a minha?
Será?
Deixa-me existir para você.
Provo-te que estou certa disso.


Aquela Pessoa
Sou aquela que você não consegue esquecer.
A que você tem gravado na memória cada sorriso.
Sou a melodia que invade sua mente quando menos espera.
Aquela que aumenta o brilho do teu olhar.
O doce dos seus lábios.
O toque macio e suave em sua pele.
A lágrima de uma despedida.
O sussurro ao seu ouvido.
A que faz sua pele arrepiar.
O aconchego quando precisa de colo.
O ombro amigo quando precisa desabafar.
Sou aquela saudade que bate.
A saudade do reencontro.
Aquela que aparece em seus sonhos.
A que te faz sonhar.
Aquela que ilumina num dia cinza.
A que faz surgir um sorriso bobo em sua face.
E faz com que feche os olhos e balance a cabeça numa risada marota.
A que te faz suspirar.
Entretanto só posso ser.
Se você me der a oportunidade de existir. s2

sexta-feira, 26 de março de 2010

A OUTRA METADE




Será que todo mundo sabe o que significa o "cara" em cara-metade? Se considerarmos isoladamente, "cara" pode ser sinônimo de estimada, querida, prezada. Pensando numa moeda, cara é só uma face. Sem a "coroa" não haveria moeda e, conseqüentemente, não haveria valor (viram? Há esperança para "coroas"!!! hehehe).

A real (que não é a moeda) é que importa mesmo entender o sentido da palavra composta. Já ouvi por aí que é o mesmo que carne e unha, alma gêmea, metades da laranja, mas isso me soa muito fabiojuniorizado...rs. O que tenho reparado é que esse "cara" (e não é o Fabio Jr) poderia ser o contrário de barata, de pouco valor. Tudo que é caro exige um esforço maior para se ter. Mas os ricos e abastados não costumam ter esse problema. Qualquer cara-metade eles compram (vide as celebridades que mesmo sendo exemplos antitéticos da beleza física e até de caráter, desfilam com suas carésimas/caríssimas-metades). Tudo superficial e fútil. Mas é inegável que quem deseja encontrar sua cara-metade tem um preço a pagar, ou alguém vai me dizer que ter paciência, resignação, ser fiel, cúmplice, dar atenção não são de alto valor? Se você quiser uma "mais-em-conta-metade" vai achar facilmente. As baladas, festas e bares estão cheios desse tipo mais barato. Claro que pode achar sua cara-metade num lugar desses, mas terá que procurar cuidadosamente entre várias "1,99-metades". Aliás, tem gente que se desespera e apela para a baratíssima-metade. "Ele(a) vacila às vezes, não é nem 50% do que gostaria, mas é melhor que ficar sozinho(a), né?" ERRADO! A pessoa que não faz nada pra lhe valorizar, ou faz aquém do razoável, jamais lhe fará feliz! Isso acontece quando a auto-estima de quem procura é baixa e permite que "sua metade" forme com ela uma moeda de um centavo! Isso pode e deve mudar.

As pessoas de bem querem suas caras-metades. Não significa que só exista uma pessoa, mas quem vier terá que pagar o preço que seja compatível com o seu alto valor. O preço a pagar - eu já citei alguns antes, é merreca, é trocadinho quando se deseja viver a felicidade de ser um casal onde um completa o outro. O valor dessa união é incalculável. Duas metades que se unem porque querem e fazem de tudo por isso. Nunca se desvalorize pra poder completar uma moeda de valor pequeno. Você merece o melhor. Se é seu caso, boa sorte, fé, coragem e esperança!

Por Gabriela Bucker

A vida muda, quando você muda!


Um dia, quando os funcionários chegaram para trabalhar, encontraram na portaria um cartaz enorme, no qual estava escrito: Faleceu ontem a pessoa que impedia seu crescimento na Empresa. Você está convidado para o velório na quadra de esportes.

No início, todos se entristeceram com a morte de alguém, mas depois de algum tempo, ficaram curiosos para saber quem estava bloqueando seu crescimento na empresa. A agitação na quadra de esportes era tão grande, que foi preciso chamar os seguranças para organizar a fila do velório.

Conforme iam se aproximando do caixão, a excitação aumentava:

- Quem será que estava atrapalhando o meu progresso?

- Ainda bem que esse infeliz morreu!

Um a um, os funcionários, agitados, se aproximavam do caixão, olhavam o defunto e engoliam em seco. Ficavam no mais absoluto silêncio, como se tivessem sido atingidos no fundo da alma. No visor do caixão havia um espelho e cada um via a si mesmo.

Só existe uma pessoa capaz de limitar seu crescimento: Você mesmo! Você é a única pessoa que pode fazer a revolução de sua vida. Você é a única pessoa que pode prejudicar a sua vida. Você é a única pessoa que pode ajudar a si mesmo.

O construtor de pontes


O Construtor de Pontes

Dois irmãos que moravam em fazendas vizinhas, separadas apenas por um riacho, entraram em conflito. Foi a primeira grande desavença em toda uma vida de trabalho lado a lado. Mas agora tudo havia mudado... O que começou com um pequeno mal entendido, finalmente explodiu numa troca de palavras ríspidas, seguidas por semanas de total silêncio.

Numa manhã, o irmão mais velho ouviu baterem à sua porta.


- Estou procurando trabalho, disse ele. Talvez você tenha algum serviço para mim.

- Sim, disse o fazendeiro. Claro! Vê aquela fazenda ali, além do riacho? É do meu vizinho. Na realidade, é do meu irmão mais novo, nós brigamos e não posso mais suportá-lo. Vê aquela pilha de madeira ali no celeiro? Pois use para construir uma cerca bem alta.

- Acho que entendo a situação, disse o carpinteiro. Mostre-me onde estão a pá e os pregos.


O irmão mais velho entregou o material e foi para a cidade. O homem ficou ali cortando, medindo, trabalhando o dia inteiro. Quando o fazendeiro chegou, não acreditou no que viu: em vez de cerca, uma ponte foi construída ali, ligando as duas margens do riacho. Era um belo trabalho, mas o fazendeiro ficou enfurecido e falou:

- Você foi atrevido construindo essa ponte depois de tudo que lhe contei.

Mas as surpresas não pararam ai. Ao olhar novamente para a ponte viu o seu irmão se aproximando de braços abertos. Por um instante permaneceu imóvel do seu lado do rio. O irmão mais novo então falou:


- Você realmente foi muito amigo construindo esta ponte mesmo depois do que eu lhe disse.


De repente, num só impulso, o irmão mais velho correu na direção do outro e abraçaram-se, chorando no meio da ponte. O carpinteiro que fez o trabalho partiu com sua caixa de ferramentas.


- Espere, fique conosco! Tenho outros trabalhos para você.

E o carpinteiro respondeu:

- Eu adoraria, mas tenho outras pontes a construir...

(autor desconhecido)

Saudade 2


“A saudade nem se define nem se torna indiferente, se acomoda nos corações que sabem amar. Saudades tão antigas e sempre novas.Hoje sentei na escada, em frente ao portão de casa, para chorar a saudade, que só na língua portuguesa se configura tão bem, mostrando que o amor sobrevive ao tempo e ao espaço.O olhar no portão parecia querer dizer àqueles que amei, mesmo por um instante, através de um olhar, de um pedido de perdão, de um sorriso sincero, de um abraço prolongado ou de uma partilha: “Voltem logo!”

A saudade é a dor da alma daquele que crê em segredo, sem deixar de recolher as folhas da esperança, de ouvir o canto do rio, de perceber que o tempo passa e a vida sempre volta à alegria, e de entender que o barulho do trem, para aqueles que esperam, sempre indica chegada e nunca partida.

Esse desassossego, que toma conta de nosso coração, causa uma dor que não se localiza e é diante dela que experimentamos as boas lembranças, o desejo de amar melhor, diante dela também percebemos as nossas limitações, projetamos “bombas” de amor e sentimos a culpa (que deve ser expurgada da alma) de ter perdido as oportunidades de dizer com a vida: “EU TE AMO!” Há sempre uma chance para se recomeçar, pois o Evangelho está em nós e Jesus não quer que essa dor paralise nosso coração, mas que ela nos impulsione.

Precisamos aprender com o Senhor, pois muitas vezes, ao passar pelo outro, nos olhamos sem nos encontrar, sorrimos sem dizer nada, trocamos palavras e nenhuma se eterniza em nossas histórias. É preciso que as coisas aconteçam de forma contrária para “contrariar” o ser amado e surpreendê-lo.

Saudade, sempre tem algo a revelar. É próprio dela ser desvendada como expressão de um cantar íntimo. Ela consolida belas experiências, que, antes, eram apenas silêncio no coração do poeta.

Minha alma permanecerá na “escada da vida”, olhando para o “portão do mundo” para fazer da saudade grandes poemas e belas canções de espera. Como diz padre Fábio de Melo: “Que ninguém fique de fora dessa espera, mesmo aqueles que dizem não crer, tenham a paciência de velar conosco. A espera será mais bela quanto maior for o número daqueles que esperarem juntos”.

Portanto, não perca tempo e permita àqueles que fazem parte de sua história neste momento, fazer parte de suas saudades um dia”.

Francisco Barbosa - Comunidade Canção Nova

quinta-feira, 25 de março de 2010

Geração Tribalista


Na hora de cantar todo mundo enche o peito nas boates, levanta os braços,sorri e dispara:

"eu sou de ninguém, eu sou de todo mundo e todo mundo é meu também".

No entanto, passado o efeito do uí­sque com energético e dos beijos descompromissados, os adeptos da geração "tribalista" se dirigem aos consultórios terapêuticos, ou alugam os ouvidos do amigo mais próximo e reclamam de solidão, ausência de interesse das pessoas, descaso e rejeição.

A maioria não quer ser de ninguém, mas quer que alguém seja seu. Beijar na boca é bom? Claro que é! Se manter sem compromisso, viver rodeado de amigos em baladas animada­ssimas é legal? Evidente que sim. Mas por que reclamam depois? Será que os grupos tribalistas se esqueceram da velha lição ensinada no colégio, onde "toda ação tem uma reação".

Agir como tribalista tem consequencias, boas e ruins, como tudo na vida. Não dá, infelizmente, para ficar somente com a cereja do bolo - beijar de lí­ngua, namorar e não ser de ninguém.

Para comer a cereja é preciso comer o bolo todo e nele, os ingredientes vão além do descompromisso, como: não receber o famoso telefonema no dia seguinte, não saber se está namorando mesmo depois de sair muitas vezes com a mesma pessoa, não se importar se o outro estiver beijando outra,etc, etc, etc. Embora já saibam namorar, "os tribalistas" não namoram.

Ficar, também é coisa do passado. A palavra de ordem hoje é "namorix". A pessoa pode ter um,dois e até três namorix ao mesmo tempo. Dificilmente esté apaixonada por seus namorix, mas gosta da companhia do outro e de manter a ilusão de que não está sozinho. Nessa nova modalidade de relacionamento, ninguém pode se queixar de nada. Caso uma das partes se ausente durante uma semana, a outra deve fingir que nada aconteceu, afinal, não estão namorando.

Aliás, quando foi que se estabeleceu que namoro é sinônimo de cobrança? A nova geração prega liberdade, mas acaba tendo visões unilaterais. Assim como se deseja "a cereja do bolo tribal", enxerga somente o lado negativo das relações mais sólidas.

Desconhece a delí­cia de assistir um filme debaixo das cobertas num dia chuvoso comendo pipoca com chocolate quente, o prazer de dormir junto abraçados,roçaando os pés sob as cobertas e a troca de cumplicidade, carinho e amor.

Namorar é algo que vai muito além das cobranças. É cuidar do outro e ser cuidado por ele, é telefonar só para dizer bom dia, ter uma boa companhia para ir ao cinema de mãos dadas, transar por amor, ter alguém para fazer e receber cafuné, um colo para chorar, uma mão para enxugar lágrimas, enfim, é ter"alguém para amar".

Já dizia o poeta que "amar se aprende amando" e se seguirmos seu raciocí­nio, esbarraremos na lição que nos foi passada nas décadas passadas: relação é sinônimo de desilusão. O número avassalador de divórcios nos últimos tempos, só veio a confirmar essa tese e aqueles que se divorciaram (pais e mães dos adeptos do tribalismo), vendem na maioria das vezes a idéia de que casar é um péssimo negócio e que uma relação sólida é sinônimo de frustrações futuras. Talvez seja por isso que pronunciar a palavra "namoro" traga tanto medo e rejeição.

No entanto, vivemos em uma época muito diferente daquela em que nossos pais viveram.

Hoje podemos optar com maior liberdade e não somos mais obrigados a"comer sal junto até morrer".

Não se trata de responsabilizar pais e mães, ou atribuir um significado latente aos acontecimentos vividos e assimilados na infância, pois somos responsáveis por nossas escolhas, assim como o que fazemos com as licões que nos chegam. A questão não é causal, mas quem sabe correlacional.

Podemos aprender a amar se relacionando.

Trocando experiências,afetos, conflitos e sensações. Não precisamos amar sob os conceitos que nos foram passados. Somos livres para optarmos.

E ser livre não é beijar na boca e não ser de ninguém.

É ter coragem, ser autêntico e se permitir viver um sentimento... É arriscar, pagar para ver e correr atrás da felicidade. É doar e receber, é estar disponí­vel de alma, para que as surpresas da vida possam aparecer.

É compartilhar momentos de alegria e buscar tirar proveito até mesmo das coisas ruins.

Ser de todo mundo, não ser de ninguém, é ao mesmo que não ter ninguém também... é não ser livre para trocar e crescer...

É estar fadado ao fracasso emocional e a tão temida solidão.

Arnaldo Jabor

Quase


"Ainda pior que a convicção do não, a incerteza do
talvez, é a desilusão de um "quase". É o quase que me
incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo
que poderia ter sido e não foi.

Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda
estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não
amou.

Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos
dedos, nas chances que se perdem por medo, nas idéias
que nunca sairão do papel por essa maldita mania de
viver no outono.

Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma
vida morna; ou melhor, não me pergunto, contesto. A
resposta eu sei de cor, está estampada na distância e
frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na
indiferença dos "Bom dia", quase que sussurrados. Sobra
covardia e falta coragem até pra ser feliz.

A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai.
Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a
alegria e a dor, sentir o nada, mas não são.

Se a virtude estivesse mesmo no meio termo,
o mar não teria ondas,
os dias seriam nublados e
o arco-íris em tons de cinza.
O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma,
apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.

Não é que fé mova montanhas, nem que todas as
estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não
podem ser mudadas resta-nos somente paciência, porém,
preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é
desperdiçar a oportunidade de merecer.

Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros
amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um
coração vazio ou economizar alma.

Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é
romance. Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina
acomode, que o medo impeça de tentar.

Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais
horas realizando que sonhando,
fazendo que planejando,
vivendo que esperando
porque, embora quem quase morre esteja vivo,
quem quase vive já morreu!!!"

Luis Fernando Veríssimo

Definições



"Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue.
Lembrança é quando, mesmo sem autorização, seu pensamento reapresenta
um capítulo.
Angústia é um nó muito apertado bem no meio do sossego.
Preocupação é uma cola que não deixa o que ainda não aconteceu sair de seu pensamento.
Indecisão é quando você sabe muito bem o que quer mas acha que devia querer outra coisa.
Certeza é quando a idéia cansa de procurar e pára.
Intuição é quando seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido.
Pressentimento é quando passa em você o trailer de um filme que pode ser que nem exista.
Vergonha é um pano preto que você quer pra se cobrir naquela hora.
Ansiedade é quando sempre faltam muitos minutos para o que quer que seja.
Interesse é um ponto de exclamação ou de interrogação no final do sentimento.
Sentimento é a língua que o coração usa quando precisa mandar algum recado.
Raiva é quando o cachorro que mora em você mostra os dentes.
Tristeza é uma mão gigante que aperta seu coração.
Felicidade é um agora que não tem pressa nenhuma.
Amizade é quando você não faz questão de você e se empresta pros outros.
Culpa é quando você cisma que podia ter feito diferente mas, geralmente, não podia.
Lucidez é um acesso de loucura ao contrário.
Razão é quando o cuidado aproveita que a emoção está dormindo e assume o mandato.
Vontade é um desejo que cisma que você é a casa dele.
Paixão é quando apesar da palavra ¨perigo¨ o desejo chega e entra.
Amor é quando a paixão não tem outro compromisso marcado.
Não... Amor é um exagero... também não.
Um dilúvio, um mundaréu, uma insanidade, um destempero, um despropósito, um descontrole, uma necessidade, um desapego?
Talvez porque não tenha sentido, talvez porque não tenha explicação,
Esse negócio de amor, não sei explicar."

Mario Prata

Sumi, desapareci !


"Sumi porque só faço besteira em sua presença, fico mudo
quando deveria verbalizar, digo um absurdo atrás do outro quando
melhor seria silenciar, faço brincadeiras de mau gosto e sofro
antes, durante e depois de te encontrar.
Sumi porque não há futuro e isso não é o mais difícil de
lidar, pior é não ter presente e o passado ser mais fluido que o ar.
Sumi porque não há o que se possa resgatar, meu sumiço é
covarde mas atento, meio fajuto meio autêntico, sumi porque
sumir é um jogo de paciência, ausentar-se é risco e sapiência,
pareço desinteressado, mas sumi para estar para sempre do seu
lado, a saudade fará mais por nós dois que nosso amor e sua
desajeitada e irrefletida permanência."

Martha Medeiros

Não deixe o amor passar


"Quando encontrar alguém e esse alguém fizer
seu coração parar de funcionar por alguns segundos,
preste atenção: pode ser a pessoa
mais importante da sua vida.

Se os olhares se cruzarem e, neste momento,
houver o mesmo brilho intenso entre eles,
fique alerta: pode ser a pessoa que você está
esperando desde o dia em que nasceu.

Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo
for apaixonante, e os olhos se encherem
d'água neste momento, perceba:
existe algo mágico entre vocês.

Se o 1º e o último pensamento do seu dia
for essa pessoa, se a vontade de ficar
juntos chegar a apertar o coração, agradeça:
Algo do céu te mandou
um presente divino : O AMOR.

Se um dia tiverem que pedir perdão um
ao outro por algum motivo e, em troca,
receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos
e os gestos valerem mais que mil palavras,
entregue-se: vocês foram feitos um pro outro.

Se por algum motivo você estiver triste,
se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa
sofrer o seu sofrimento, chorar as suas
lágrimas e enxugá-las com ternura, que
coisa maravilhosa: você poderá contar
com ela em qualquer momento de sua vida.

Se você conseguir, em pensamento, sentir
o cheiro da pessoa como
se ela estivesse ali do seu lado...

Se você achar a pessoa maravilhosamente linda,
mesmo ela estando de pijamas velhos,
chinelos de dedo e cabelos emaranhados...


Se você não consegue trabalhar direito o dia todo,
ansioso pelo encontro que está marcado para a noite...

Se você não consegue imaginar, de maneira
nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado...

Se você tiver a certeza que vai ver a outra
envelhecendo e, mesmo assim, tiver a convicção
que vai continuar sendo louco por ela...

Se você preferir fechar os olhos, antes de ver
a outra partindo: é o amor que chegou na sua vida.

Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes
na vida poucas amam ou encontram um amor verdadeiro.

Às vezes encontram e, por não prestarem atenção
nesses sinais, deixam o amor passar,
sem deixá-lo acontecer verdadeiramente.

É o livre-arbítrio. Por isso, preste atenção nos sinais.
Não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem
cego para a melhor coisa da vida: o AMOR !"

Carlos Drummond de Andrade

terça-feira, 23 de março de 2010

LUTO ; te amo amiga !


confesso que hoje não estou nos meus melhores dias e que queria muito estar com você , minha AMIGA! Porque nn é só nas horas de festa que os amigos tem que estar presentes, certo ? Como já te disse, infelizmente nada do que eu te disser vai amenizar sua dor. E na verdade eu nem sei bem o que dizer nessas horas; as palavras "faladas" nunca foram meu forte. Então espero que de alguma forma algo que eu te escreva agora pelo menos te conforte de alguma maneira, por menor que seja. Deus sabe de todas as coisas. E que por mais que você talvez nn ache justo tudo isso, e que você quer ele agora do seu lado, tudo acontece no momento "certo". Guarde os momentos bons, eles existiram , mesmo que eu nn te conheça há séculos, eu sei que existiram. Sabe aquela coisa mais besta que acoteceu ? Mas que talvez tenha te feito rir com ele ? Lembre-se disso. Eu por exemplo lembro da minha vó estalando meus dedinhos do pé, eu gostava tanto disso, ria horas e horas com ela.
Chorar faz bem, Deus nn condena as lágrimas; elas purificam nosso ser. Eu continuarei a fazer o que você me pediu, nn só mais pelo seu pai, mas por você e pelas pessoas a sua volta que com certeza também estão sofrendo com essa perda. Se Deus colocou obstáculos no seu caminho, é porque você é capaz de superá-los. Ele, mais do que ninguém , sabe nossas dores. Ele nunca desampara seus filhos.
Esse é o caminho de cada um de nós , uns vão mais cedo, antes do que esperavamos, mas com certeza, seu pai cumpriu sua Missão. Pelas poucas coisas que você me disse, ele É UM HOMEM DE DEUS (sim ele é, pois agora está mais próximo ainda de Deus), e por tudo o que viveu e aprendeu na caminhada junto a Papai no Céu em sua vida aqui. Pense que agora ele nn está mais sofrendo.
amiga, to sem net em casa e no trabalho, to na hora do almoço. Mas eu há uns dias atras li um texto, espero que goste. É uma forma de dizer que Deus está conosco sempre, mesmo que nn acreditemos. Desculpa nn estar nesse exato momento com você.
Um certo homem saiu em uma viagem de avião. Era um homem temente a Deus, e sabia que o Senhor o protegia.
Durante a viagem, quando sobrevoavam o mar um dos motores falhou e o piloto teve de fazer um pouso forçado no oceano. Quase todos morreram, mas o homem conseguiu agarrar-se a alguma coisa que o conservasse em cima da água.
Ficou boiando à deriva durante muito tempo até que chegou a uma ilha não habitada.
Ao chegar à praia, cansado, porém vivo, agradeceu ao Senhor por este livramento maravilhoso da morte. Ele conseguiu se alimentar de peixes e ervas. Conseguiu derrubar algumas árvores e com muito esforço construiu uma casinha para ele. Não era bem uma casa, mas um abrigo tosco, com paus e folhas. Porém significava proteção. Ele ficou todo satisfeito e mais uma vez agradeceu ao Senhor, porque agora podia dormir sem medo dos animais selvagens que talvez pudessem existir na ilha.
Um dia, ele estava pescando e quando terminou, havia apanhado muitos peixes. Assim, com comida abundante, estava satisfeito com o resultado da pesca.Porém, ao voltar-se na direção de sua casa, qual não foi sua decepção,aover sua casa toda incendiada.
Ele se sentou em uma pedra chorando e dizendo em prantos:-Senhor! Como é que foi deixar acontecer isto comigo? O Senhor sabe que eu preciso muito desta casa e o Senhor deixou queimar todinha. O Senhor não tem compaixão de mim? Eu sempre faço minhas orações diárias. E assim permaneceu o homem durante algumas horas, envolvido em sua revolta e dor.
Passado algum tempo, uma mão pousou no seu ombro e ele ouviu uma voz dizendo:-Que bom encontrá-lo… você está bem?Ele se virou para ver quem estava falando com ele, e qual não foi sua surpresa quando viu em sua frente um marinheiro acompanhado de uma equipe: -Vamos rapaz, nós viemos te buscar…
-Mas como é possível? Como souberam que eu estava aqui?-Ora, amigo! Vimos os seus sinais de fumaça pedindo socorro. O capitão ordenou que o navio parasse e nos mandou vir lhe buscar naquele barco ali adiante. O grupo entrou no barco e o homem foi para o navio que o levaria em segurança de volta para os seus familiares tão queridos.
Jesus, eu confio em Vós !

sexta-feira, 19 de março de 2010

Deus !



No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo .
-I João 4:18

Guardo no coração Tua palavra, Guarda meus ensinamentos como a pupila de teus olhos.
- Provérbios 7:2

Guarda meus ensinamentos como a pupila de teus olhos.
- Provérbios 7:2


" Tudo tem o seu tempo determinado, e
há tempo para todo propósito debaixo do céu."
-Eclesiastes 3
" Guia-me na tua verdade e ensina-me,
      pois tu és o Deus da minha salvação,
          em quem eu espero todo dia. "
-Salmos 25:5

Pois o choro pode durar uma noite inteira, mas de manhã vem a alegria .
-Salmos 35:5

" O Senhor é meu pastor;
nada me faltará.
Ele me faz repousar
em pastos verdejantes.
Leva-me para junto
das águas de descanso;
refrigera-me a alma. "
- Salmo 23
" E disse-lhes: Ide por todo o mundo e
     pregai o evangelho a toda criatura."
-Marcos 16:15
" Porque o Senhor é bom,
     a sua misericórdia dura para sempre,
          e, de geração em geração,
                a sua fidelidade. "
-Salmo 100:5

" Agrada-te do Senhor
     e ele satisfará os desejos do teu coração.
          Entrega teu caminho ao Senhor,
               confia nele, e o mais ele fará. "
- Salmo 37

  " Sabemos que todas as coisas cooperam
        para o bem daqueles que amam a Deus."
-Romanos 8:28

" Não cesses de falar deste livro da lei;
antes, medita nele dia e noite, para que
tenhas cuidado de fazer segundo tudo
quanto nele está escrito; então, farás
prosperar o teu caminho e serás bem
sucedido. "
-Josue 1:8

O que me consola na minha angústia é isto: que a tua palavra me vivifica .
-Salmos 119:50

Em todo tempo ama o amigo, e na angústia se faz o irmão.
-Proverbios 17:17

Deus disse: De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei .
-Hebreus 13:5

"Lembre do seu Criador enquanto você ainda é jovem, antes que venham os dias maus e cheguem os anos em que você dirá: "Não tenho mais prazer na vida" .
-Eclesiastes 12

Tudo o que é verdadeiro , tudo o que é respeitável , tudo o que é justo , tudo o que é puro , tudo o que é amável , tudo o que é de boa fama , se alguma virtude há e se algum louvor existe , seja isso o que ocupe o vosso pensamento .
-Filipenses 4:8


Tudo passa, somente o amor de Deus permanece ♥


quinta-feira, 18 de março de 2010

pedras no caminho


A Pedra

O distraído nela tropeçou.
O bruto a usou como projétil.
O empreendedor, usando-a, construiu.
O camponês, cansado da vida, dela fez assento.
Para meninos, foi brinquedo.
Drummond a poetizou.
Já, David matou Golias, e Michelangelo extraiu-lhe a mais bela escultura...
E em todos esses casos, a diferença não esteve na pedra, mas no homem!

Não existe "pedra" no seu caminho que você não possa aproveitá-la
para o seu próprio crescimento.

Nada me impredirá (:


Um texto que recebi de uma amiga ( A Julyane :D) pelo orkut. E sem duvidas, um texto que no dia mecheu demais cmg e relendo hoje , mexeu mais ainda !

Nem a tristeza, nem a desilusão, nem a incerteza, nem a solidão
NADA ME IMPEDIRÁ DE SORRIR.
Nem o medo, nem a depressão, por mais que sofra meu coração,
NADA ME IMPEDIRÁ DE SONHAR.
Nem o desespero, nem a descrença, muito menos o ódio ou alguma ofensa,
NADA ME IMPEDIRÁ DE VIVER.
Em meio as trevas, entre os espinhos, nas tempestades e nos descaminhos,
NADA ME IMPEDIRÁ DE CRER EM DEUS.
Mesmo errando e aprendendo, tudo me será favorável, para que eu possa sempre evoluir, preservar, servir, cantar, agradecer, perdoar, recomeçar.
QUERO VIVER O DIA DE HOJE COMO SE FOSSE O PRIMEIRO.
Quero viver o momento de agora.
Como se ainda fosse cedo,
Como se nunca fosse tarde. Quero manter o otimismo,
Conservar o equilíbrio, fortalecer a minha esperança,
Recompor minhas energias, para prosperar na minha missão
E viver alegre todos os dias. Quero caminhar na certeza de chegar,
Quero lutar na certeza de vencer, quero buscar na certeza de alcançar,
Quero saber esperar para poder realizar os ideais do meu ser.
ENFIM,
Quero dar o máximo de mim, para viver
Intensamente e maravilhosamente

TODOS OS DIAS DA MINHA VIDA.

Autor desconhecido

Quando me amei de verdade



Quando eu me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar no lugar certo e na hora certa. E então pude ficar tranquilo, hoje sei que a isso se chama Auto-estima. Quando eu me amei de verdade, Pude perceber que a minha angústia e sofrimento não passam de um sinal de que estou a contrariar a minha verdade. Hoje sei que a isso se chama Autenticidade. Quando eu me amei de verdade, parei de desejar que a vida fosse diferente, e comecei a ver que tudo contribui para o crescimento. Hoje sei que a isso se chama Amadurecimento. Quando eu me amei de verdade, percebi que é ofensivo forçar algo ou alguém a uma situação. Hoje sei que a isso se chama respeito. Quando eu me amei de verdade, começei a livrar-me de tudo o que me diminuísse. De início pensei que fosse egoísmo, hoje sei que a isso se chama Amor-próprio. Quando eu me amei de verdade, deixei de fazer grandes planos. Hoje faço o que gosto, quando quero e no meu ritmo. Hoje sei que a isso se chama Simplicidade. Quando eu me amei de verdade, desisti de querer ter sempre razão, e com isso errei menos vezes. Hoje sei que a isso se chama Humildade. Quando eu me amei de verdade, desisti de ficar só no passado e de me preocupar tanto com o futuro. Agora mantenho-me mais no presente, hoje sei que a isso se chama Plenitude.

Charlie Chaplin

quarta-feira, 17 de março de 2010

eu quero isso pra mim !



Seria tão bom sair por aquela porta e conhecer alguém sem precisar procurar no meio da multidão. Alguém que soubesse se aproximar sem ser invasivo ou que não se esforçasse tanto para parecer interessante. Alguém de quem eu não quisesse fugir quando a intimidade derrubasse nossas máscaras, que segurasse minha mão e tocasse meu coração. Que não me prendesse, não me limitasse, não me mudasse, alguém que me roubasse um beijo no meio de uma briga e me tirasse a razão sem que isso me ameaçasse. Que me dissesse que eu canto mal, que eu falo demais e que risse das vezes em que eu fosse desastrada. Alguém de quem eu não precisasse.. mas com quem eu quisesse estar sem motivo certo. Alguém com qualidades e defeitos suportáveis, que não fosse tão bonito e ainda assim eu não conseguisse olhar em outra direção. Que me encontrasse até quando eu tento desesperadamente me esconder do mundo. Eu queria sair por aquela porta e conhecer alguém imperfeito, mas feito pra mim.

Saudade

Saudades

Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida.
Quando vejo retratos, quando sinto cheiros,
quando escuto uma voz, quando me lembro do passado,
eu sinto saudades...

Sinto saudades de amigos que nunca mais vi,
de pessoas com quem não mais falei ou cruzei...

Sinto saudades da minha infância,
do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro,
do penúltimo e daqueles que ainda vou ter, se Deus quiser...

Sinto saudades do presente,
que não aproveitei de todo,
lembrando do passado
e apostando no futuro...

Sinto saudades do futuro,
que se idealizado,
provavelmente não será do jeito que eu penso que vai ser...

Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei!
De quem disse que viria
e nem apareceu;
de quem apareceu correndo,
sem me conhecer direito,
de quem nunca vou ter a oportunidade de conhecer.

Sinto saudades dos que se foram e de quem não me despedi direito!

Daqueles que não tiveram
como me dizer adeus;
de gente que passou na calçada contrária da minha vida
e que só enxerguei de vislumbre!

Sinto saudades de coisas que tive
e de outras que não tive
mas quis muito ter!

Sinto saudades de coisas
que nem sei se existiram.

Sinto saudades de coisas sérias,
de coisas hilariantes,
de casos, de experiências...

Sinto saudades do cachorrinho que eu tive um dia
e que me amava fielmente, como só os cães são capazes de fazer!

Sinto saudades dos livros que li e que me fizeram viajar!

Sinto saudades dos discos que ouvi e que me fizeram sonhar,

Sinto saudades das coisas que vivi
e das que deixei passar,
sem curtir na totalidade.

Quantas vezes tenho vontade de encontrar não sei o que...
não sei onde...
para resgatar alguma coisa que nem sei o que é e nem onde perdi...

Vejo o mundo girando e penso que poderia estar sentindo saudades
Em japonês, em russo,
em italiano, em inglês...
mas que minha saudade,
por eu ter nascido no Brasil,
só fala português, embora, lá no fundo, possa ser poliglota.

Aliás, dizem que costuma-se usar sempre a língua pátria,
espontaneamente quando
estamos desesperados...
para contar dinheiro... fazer amor...
declarar sentimentos fortes...
seja lá em que lugar do mundo estejamos.

Eu acredito que um simples
"I miss you"
ou seja lá
como possamos traduzir saudade em outra língua,
nunca terá a mesma força e significado da nossa palavrinha.

Talvez não exprima corretamente
a imensa falta
que sentimos de coisas
ou pessoas queridas.

E é por isso que eu tenho mais saudades...
Porque encontrei uma palavra
para usar todas as vezes
em que sinto este aperto no peito,
meio nostálgico, meio gostoso,
mas que funciona melhor
do que um sinal vital
quando se quer falar de vida
e de sentimentos.

Ela é a prova inequívoca
de que somos sensíveis!
De que amamos muito
o que tivemos
e lamentamos as coisas boas
que perdemos ao longo da nossa existência...

Clarice Lispector

Rifa-se um coração :|


Rifa-se um coração
Rifa-se um coração quase novo.
Um coração idealista.
Um coração como poucos.
Um coração à moda antiga.
Um coração moleque que insiste
em pregar peças no seu usuário.
Rifa-se um coração que na realidade está um
pouco usado, meio calejado, muito machucado
e que teima em alimentar sonhos e, cultivar ilusões.
Um pouco inconseqüente que nunca desiste
de acreditar nas pessoas.
Um leviano e precipitado coração
que acha que Tim Maia
estava certo quando escreveu...
"...não quero dinheiro, eu quero amor sincero,
é isso que eu espero...".
Um idealista...Um verdadeiro sonhador...
Rifa-se um coração que nunca aprende.
Que não endurece, e mantém sempre viva a
esperança de ser feliz, sendo simples e natural.
Um coração insensato que comanda o racional
sendo louco o suficiente para se apaixonar.
Um furioso suicida que vive procurando
relações e emoções verdadeiras.
Rifa-se um coração que insiste em cometer
sempre os mesmos erros.
Esse coração que erra, briga, se expõe.
Perde o juízo por completo em nome
de causas e paixões.
Sai do sério e, às vezes revê suas posições
arrependido de palavras e gestos.
Este coração tantas vezes incompreendido.
Tantas vezes provocado.
Tantas vezes impulsivo.
Rifa-se este desequilibrado emocional
que abre sorrisos tão largos que quase dá
pra engolir as orelhas, mas que
também arranca lágrimas
e faz murchar o rosto.
Um coração para ser alugado,
ou mesmo utilizado
por quem gosta de emoções fortes.
Um órgão abestado indicado apenas para
quem quer viver intensamente
contra indicado para os que apenas pretendem
passar pela vida matando o tempo,
defendendo-se das emoções.
Rifa-se um coração tão inocente
que se mostra sem armaduras
e deixa louco o seu usuário.
Um coração que quando parar de bater
ouvirá o seu usuário dizer
para São Pedro na hora da prestação de contas:
"O Senhor pode conferir. Eu fiz tudo certo,
só errei quando coloquei sentimento.
Só fiz bobagens e me dei mal
quando ouvi este louco coração de criança
que insiste em não endurecer e,
se recusa a envelhecer"
Rifa-se um coração, ou mesmo troca-se por
outro que tenha um pouco mais de juízo.
Um órgão mais fiel ao seu usuário.
Um amigo do peito que não maltrate
tanto o ser que o abriga.
Um coração que não seja tão inconseqüente.
Rifa-se um coração cego, surdo e mudo,
mas que incomoda um bocado.
Um verdadeiro caçador de aventuras que ainda
não foi adotado, provavelmente, por se recusar
a cultivar ares selvagens ou racionais,
por não querer perder o estilo.
Oferece-se um coração vadio,
sem raça, sem pedigree.
Um simples coração humano.
Um impulsivo membro de comportamento
até meio ultrapassado.
Um modelo cheio de defeitos que,
mesmo estando fora do mercado,
faz questão de não se modernizar,
mas vez por outra,
constrange o corpo que o domina.
Um velho coração que convence
seu usuário a publicar seus segredos
e a ter a petulância de se aventurar como poeta

Clarice Lispector


Amar os outros é a única salvação individual que conheço: ninguém estará perdido se der amor e às vezes receber amor em troca.

Clarice Lispector

Minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem de grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite.

Clarice Lispector

Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente. Porque eu, só por ter tido carinho, pensei que amar é fácil.

Clarice Lispector

Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro.

Clarice Lispector

Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida.

Clarice Lispector

Ela acreditava em anjo e, porque acreditava, eles existiam.
(A Hora da Estrela)

Clarice Lispector

Mas tenho medo do que é novo e tenho medo de viver o que não entendo - quero sempre ter a garantia de pelo menos estar pensando que entendo, não sei me entregar à desorientação.

Clarice Lispector




terça-feira, 16 de março de 2010

Mulheres inteligentes

As mulheres inteligentes sabem que nenhuma mulher nasce inteligente. As mulheres inteligentes também sabem que é possível aprender a ser inteligente de duas maneiras - a maneira difícil e a maneira fácil.
Em sua maioria, as mulheres inteligentes se tornam inteligentes de maneira difícil, isto é, através de experiências pessoas que deixam cicatrizes – recordações dolorosas de noites de insônias, lágrimas, incertezas, raiva, insegurança e ansiedade. Elas aprendem sobre a vida, sobre o amor e sobre os relacionamentos, mas pagam um preço muito alto por essa sabedoria.

Uma mulher inteligente sabe que o seu bem mais valioso é a consciência de si mesma, isto é, se ela quiser se tornar inteligente, ela precisa compreender o que isso significa.
Uma mulher inteligente sabe que ser inteligente significa:
- Manter-se racional.
-Deixar sua inteligência controlar suas emoções, e mão o inverso.
-Confiar mais em seus valores do que em seus hormônios.
-Escolher relacionamentos que a faça, feliz e permitam que ela cresça.
-Manter distância de relacionamentos que significam p-r-o-b-l-e-m-a.
-Procurar e acolher pessoas otimistas e encorajadoras.
-Afastar-se de pessoas que tentam controlá-la ou a façam sofrer.

As mulheres inteligentes sabem que, experiência é o que você obtém, quando não obtém o que quer, a diferença entre: Sedutor e confiável, Caráter e carisma, boas roupas e bons princípios, uma pessoa legal e um narcisista e que é sempre um erro deixar-se atrair pela aparência de um homem a ponto de ignorar seu conteúdo.


As mulheres inteligentes sabem que...
Se um homem age como se pudesse conquistar todas as mulheres da sala, ele pode tentar fazer exatamente isso.
O homem que se veste como um modelo não está louco para se tornar pai de família.
Se aparência do homem indica que ele gasta mais tempo fazendo comprar do que você, ele provavelmente também vai querer mais espaço no armário.
Homens bonitos e charmosos parecem plantas delicadas e exóticas – precisam de atenção constante. Se você se esforçar muito, talvez receba flores uma vez por ano.
Serão necessários mais do que alguns truques de mágica para transformar um homem sedutor no seu homem.
Quando os bandidos partem em direção ao pôr-do-sol... Eles partem sozinhos.

As mulheres inteligentes sabem que as obsessões não podem ocupar um lugar de destaque na vida de uma mulher inteligente.
Elas sabem a diferença entre amor e desejo, desejar ardentemente e usufruir, amor e obsessão, viver uma grande paixão e viver uma vida agradável, sair para jantar e almoçar fora.

Uma mulher inteligente sabe qual é a diferença entre...
Casável e casado, afeição e sedução, um relacionamento verdadeiro e uma cilada, alguém que vai deixar a esposa e alguém que já deixou.

Mulheres gostam de “Caras Legais”.
-Um “cara legal” tem um estilo de vida realista.
-Um “cara legal” tem metas realistas.
-Um “cara legal” sente atração por mulheres que refletem seus valores e seus interesses.
-Um “cara legal” quer uma mulher com quem possa compartilhar a vida.
-Um “cara legal” não tenta manipular nem usar uma mulher.
-Um “cara legal” apóia sem tentar controlar.
-Um “cara legal” Sabe escutar o que uma mulher diz.

“Mulheres inteligentes sabem que um homem que se apaixona rapidamente pode se desapaixonar com a mesma rapidez”.

Ultimamente, muitas mulheres acham que desperdiçaram asnos de suas vidas sonhando com o futuro ou lamentando o passado. Elas concordam que não foi uma coisa muito inteligente. Ser inteligente pressupõe viver no presente e usufruir tudo que ele oferece.

Talvez o dia de hoje não seja o melhor de sua vida, mas cada dia é especial e insubstituível, portanto aproveite-o ao máximo.

Enfim, as mulheres inteligentes sabem que, não é fácil ser inteligente - no entanto isso não deveria impedi-la de tentar.

o amor acaba ?

O amor acaba? O cara disse. Numa esquina, num domingo, depois do teatro e do silêncio, na insônia, nas sorveterias, como se lhe faltasse energia. Ele não volta? Não deixa rastro ou renasce? Na esquina em que se beijaram uma vez, lá está, na sombra apagada pela luz, na poeira suspensa, na revolta da memória inconformada.

Na solidão, lá vem ele, volta, com lamento, um quase desespero, e penso nos planos perdidos, que vida sem sentido... Na insônia, o amor cai como uma tonelada de lápide, e se eu tivesse feito diferente, e se eu tivesse sido paciente, e se eu tivesse insistido, suportado, indicado, transformado, reagido, escutado, abraçado? Na sorveteria, ele volta, o amor, em lembranças. Porque aquele sabor era o preferido dela, aquela cobertura era a preferida dela, aquela sorveteria era a preferida dela, aquela esquina, aquele bairro, aquele clima, aquela lua, aquele mês, aquela temperatura, aquela raça de cachorro, aquele programa de fim de tarde e aquele horário sem planos...

No elevador, quantas saudades daqueles segundos em silêncio, presos na caixa blindada, vigiados por câmeras camufladas, loucos para se agarrarem, rirem, apertarem todos os botões, tirarem a roupa, escreverem ao lado do Atlasado: “Eu te amo”. Saudades é amor. Não se tem saudades do que não se amou.

O amor não acaba, porque tenho saudades, me lembro dela, me preocupo com ela, torço por ela, e se sonho com ela, meu dia está feito. O amor não pode acabar, porque sem ela ou sem a esperança de revê-la, até a chance de tê-la de volta, não vejo a paz. Ela é uma trégua na minha guerra pessoal contra a minha paixão por ela. Amá-la me faz bem. Mesmo que ela não me ame, amo amá-la. Continuei amando desde o dia em que terminou. Passei meses amando como se não tivesse acabado. Ficaria anos amando mesmo se não tivesse voltado.

O amor não acaba, muda. O amor não será, é. O amor está. Foi. Nas tantas músicas que ouvimos, que dançamos colados, trilhas das noites frias em que você sentava em mim nua, enquanto os meus braços imobilizavam os seus. Amor. O não-amor é o vazio. O antiamor também é amor. Eu te amava quando você respirava no meu ouvido. Lembra do meu dedo dentro de você? Amo-te, amo-te, amo-te. Instante secreto, sua boca incha, seus olhos apertam, suas unhas me arranham e você diz: Eu te amo!

O amor acabou quando você se foi? Você sentiu saudades das minhas paredes, das cores das minhas camisas, da umidade da minha boca, do cheirinho do meu travesseiro, da minha torrada com mel, das noites pelados assistindo à tevê, dos vinhos entornados no lençol, do café da manhã com jornal, você sentiu falta de atravessar a avenida comigo de mãos dadas, de correr da chuva, de eu te indicar um livro, do cinema gelado em que vimos o filme sem fim, torcendo para acabar logo e ficarmos a sós, você sentiu falta da minha risada, inconveniência, de eu ser seu amante, noivo, amigo e marido, dos meus olhos te espiando, dos meus dentes mordendo e mastigando, ficou tanto tempo longe e pensou em nós especialmente bêbada ou louca, queria me ligar, me escrever, meu cheiro aparecia de repente, meu vulto estava sempre ali, acaba?

Diz que acaba. Como acaba? Não acaba. Diz, não acaba. Repete. Falei? Não acaba. Pode virar amor não-correspondido. Pode ser amor com ódio, paixão com amor. Tem o amor e o nada. Ah, mais uma coisa. Antes que eu me esqueça. O amor não acaba. Vira. Se acabar, não era amor.

Texto de Marcelo Rubens Paiva

a vida ensina !




"A vida me ensinou.. a dizer adeus às pessoas que amo, sem tirá-las do meu coração; Sorrir às pessoas que não gostam de mim, Para mostrá-las que sou diferente do que elas pensam;
Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade, para que eu possa acreditar que tudo vai mudar; Calar-me para ouvir; aprender com meus erros. Afinal eu posso ser sempre melhor. A lutar contra as injustiças; sorrir quando o que mais desejo é gritar todas as minhas dores para o mundo. A ser forte quando os que amo estão com problemas; Ser carinhoso com todos que precisam do meu carinho; Ouvir a todos que só precisam desabafar; Amar aos que me machucam ou querem fazer de mim depósito de suas frustrações e desafetos; Perdoar incondicionalmente, pois já precisei desse perdão; Amar incondicionalmente, pois também preciso desse amor; A alegrar a quem precisa; A pedir perdão; A sonhar acordado; A acordar para a realidade (sempre que fosse necessário); A aproveitar cada instante de felicidade; A chorar de saudade sem vergonha de demonstrar; Me ensinou a ter olhos para "ver e ouvir estrelas", embora nem sempre consiga entendê-las; A ver o encanto do pôr-do-sol; A sentir a dor do adeus e do que se acaba, sempre lutando para preservar tudo o que é importante para a felicidade do meu ser; A abrir minhas janelas para o amor; A não temer o futuro; Me ensinou e está me ensinando a aproveitar o presente,como um presente que da vida recebi, e usá-lo como um diamante que eu mesmo tenha que lapidar, lhe dando forma da maneira que eu escolher."

Charlie Chaplin
Related Posts with Thumbnails
Licença Creative Commons
This obra by Camila Milano is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compatilhamento pela mesma licença 3.0 Unported License.
Based on a work at camilamilano.blogspot.com.