domingo, 4 de abril de 2010

Dias dificeis

Em toda nossa vida é possível identificar dias difíceis de passar e aqueles dias memoráveis que daríamos tudo para que eles nunca tivessem terminado.
Os dias memoráveis são como refrigério da melhor qualidade! Dentre as coisas que são qualificadas como dias de refrigério, podemos citar: o primeiro beijo, o primeiro amor, o primeiro filho, aquele dia em combinamos sair da rotina, aquele passeio tão esperado, o reencontro de grandes amigos, ou ainda, o dia em que você teve certeza absoluta que Deus existe.
Todos estes são dias considerados memoráveis. Se pudéssemos, colocaríamos quadros ou pequenos trechos do dia como filmes a serem assistidos e chamaríamos os amigos a sentarem-se conosco para observá-los, pois expressam aquilo que consideramos ser os melhores momentos de nossas vidas. Chamamos isto de compartilhar o bem, pois o mesmo sentimento que tivemos naquela época é novamente reanimado em nós com a capacidade de contagiar àqueles que nos cercam.
Já os dias difíceis, somente o pensar neles nos aflige de tal modo que, se pudéssemos, os esconderíamos, em lugares inacessíveis e deles não lembraríamos mais. Contudo, mais sábio é aquele que trás a nossa memória, os dias difíceis, para que nunca venhamos a nos esquecer daqueles que nos sustentaram enquanto sofríamos. São dias difíceis, enterrar um parente querido, a primeira desilusão amorosa, ver as verdades que dissemos mudadas em mentiras, a perda, a doença e o sofrimento sem propósito, também o são.
Se não queremos lembrar deles, por que ainda lembramos? Penso que isso ocorre para que não venhamos a nos esquecer daqueles que nos sustentaram enquanto estávamos passando por estes momentos. Para que lembremos que somos de carne e precisamos de ajuda. Afinal, ninguém é uma ilha! E tudo isso nos faz lembrar que a mão de Deus está por de trás de todas as coisas, dando-nos conforto nos momentos difíceis. Enviando alguém para nos confortar, ou ainda, enviando pessoas para partilhar dos momentos memoráveis de nossas vidas, afinal de contas, estes só são memoráveis quando os podemos compartilhar, acaso assim não fosse, nada seriam além de dias normais.
Glória a Deus pelo bem que nos tem feito!

autor desconhecido//

Um comentário:

Luana Ribeiro disse...

Testo lindo, relfeti muito sobre ele! Eu acho que Deus nos permite os dias difíceis para nos tormarmos fortes! De fato lembras desses dias ruins não é nada legal, mas concordo com o autor quando ele diz que lembramos para a gente se lembrar de quem nós sustentou!

Related Posts with Thumbnails
Licença Creative Commons
This obra by Camila Milano is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compatilhamento pela mesma licença 3.0 Unported License.
Based on a work at camilamilano.blogspot.com.