quarta-feira, 28 de julho de 2010

O mundo encantado de Luiza - A caixa


Não restava mais nada a ser feito. Ela havia descoberto tudo. Todos estavam em choque com toda aquela situação. Não havia mais um talher sobre a mesa. Os ânimos estavam tão exaltados que Luiza derrubava tudo o que via pela frente.
Ela gritava e chorava compulsivamente. Nada mais teria sentido depois de ter sido tão violentada pela pessoa que mais amava. Jamais esperaria tamanha traição.
Dona Lúcia tentava acalmar a pobre menina, mas de nada adiantava. Até que então o seu suposto traidor chegou. Um silêncio invadiu o local. Era como se o mundo tivesse parado para ver o encontro dos dois, o casal mais bonito e mais alegre, como se por um minuto o mundo quisesse que aqueles dois se ajeitassem ou não e pra isso fez-se o silêncio.
Paralisada, assim ficou Luiza ao reencontrar Henrique. Quando ela percebeu que ele cada vez mais se aproximava dela, começou a andar para trás, até que tropeçou e caiu, como nos filmes de comédia. Como era doce e desajeitada. Ela não imaginava o encontrar ali e naquela hora. Muito menos queria isso, pensava que não iria aguentar.
Henrique sempre foi do tipo galanteador, poderia ter qualquer menina que quisesse, mas sempre repetia que o que precisava de verdade era do amor e carinho de Luiza pelo menos na frente da doce menina. Era incrível como todos os achavam perfeitos. Era como se tivessem sido feitos um para o outro.
A menina em poucos segundos se recompôs, como num passe de mágica, como se nada tivesse acontecido. Surpreendente a forma como o fez. Mas por dentro se lembrava de cada palavra e promessa de amor eterno. Ela não conseguia acreditar no que seus amigos lhe contaram. - Como pude ser tão boba? - Se perguntava.
Henrique cuidadosamente tentou se aproximar, novamente dela e do mesmo modo cuidadoso lhe estendeu a mão, como se quisesse mais privacidade. Afinal todos estavam ali ainda.
De forma nenhum pouco cuidadosa, na verdade de um jeito bruto, Luiza levantou a mão e lhe teu um tapa, como daqueles em que a gente vê em novela das oito. Doído, com direito a barulho e tudo mais.
Ele se perguntava como aquela menina doce teria se transformado em um ser tão bruto e insensível. Imagine só, foi apenas uma traição banal. Coisa sem sentimento, pensava ele. Até mesmo porque dentro de sua cabeça, Luiza era a sua queria, a sua amada.
Ela em alto e bom som disse:
- Se você tem algo pra me falar, pode o fazer aqui mesmo, na frente de todo mundo. Até mesmo porque você não se preocupou em ser discreto na hora de me trair. Então, não tenho nada a esconder de ninguém! Pode falar!
Henrique relutou, sabia que ela não sairia dali por nada, aceitou e respondeu:
- Olha, amor. Me desculpa, não fiz isso pra te magoar. Eu fui na onda dos meninos e me ferrei. Eu não quero te perder. Você é tudo pra mim. Eu to arrependido, eu juro. Eu não vou mais fazer isso. Acredita em mim, me perdoa.
- Pra começar, eu não sou o seu amor, Henrique. Não acredito mais nas suas juras de amor.E eu não estou magoada com ninguém. Eu só estou com raiva de mim mesma por ter insistido numa coisa que eu já sabia que ia acabar assim. Eu sempre via tuas mentiras pra mim, mas na verdade eu maquiava tudo, fingia não ver. Eu sei que essa não foi a primeira vez, e quem faz uma, duas, três, quatro e sei lá mais quantos foram, pode fazer novamente. Não coloque a culpa nos seus amigos, eles não te obrigaram a fazer nada. Entenda, eu te perdoo. Afinal, perdoar não é um sentimento, é um decisão. E eu decidi te perdoar. Entenda que perdoar e confiar são coisas muito diferentes. Eu te perdoo, mas não vou conseguir confiar novamente em você. - Ele tentou interromper, mas ela continuou. - Não guardo rancor ou qualquer coisa ruim. Apenas não quero passar novamente por isso. Se eu te der mais uma oportunidade, vou estar ferindo a mim mesma e a todas as pessoas que me amam. Todos temos o direito de nos arrepender eu sei, mas é quem não quer continuar com essa palhaçada agora sou eu. Eu não vou mais confiar, e pra mim, a confiança é a base de qualquer relacionamento. E pra recomeçar assim, sabendo que novamente não vai dar certo, eu prefiro ir embora e não ter mais qualquer tipo de ligação com você.
- Mas então você não me quer mais? Não quer mais tudo aquilo que eu sempre te prometi? Acredite, eu vou estar aqui. Sempre vou te dar valor. Eu quero te ver feliz, acredita.
- No nosso caso, o amor vem depois. O primeiro passo é o perdoar, e eu já o fiz. Cai na real, você nunca cumpriu com nenhuma das suas promessas. E não quero mais isso de volta. Tu se arrependeu? Que bom. Mas eu amo todas as coisas que eu tenho, mas as que tenho de verdade. E eu nunca te tive, nunca tive o teu amor. Já disse, aquilo que eu dizia ser um namoro, era tudo uma enganação, uma farsa, da qual eu fazia parte, ativamente, por saber de tudo e não tomar atitude alguma. Mas resolvi tirar a venda dos meu olhos, entende? Saí da caixinha em que eu me encontrava. Um mundo de fadas, príncipes encantados e princesas onde tudo era perfeito e nada nem ninguém poderia estragar a minha história. Eu fantasiava muito as coisas. Hoje eu sei que isso não existe. Eu vivo num mundo real, onde as pessoas são reais e todos tem defeitos sim, mas mesmo com isso temos que zelar e dar valor ao que nos faz bem e sempre tentar dar o melhor de si. Acabou, não tem mais volta. Te dei valor sempre e você jogou tudo isso no lixo. E sabe, tudo isso tenho que levar pelo lado bom. Eu acordei agora! Desabafei, to até mais leve. E até te agradeço por isso. Já to até conseguindo ver o mundo de um jeito melhor, de um outro ângulo, fora dessa caixa que me aprisionava. E sabe, eu te amei muito, na verdade ainda amo, mas eu sei que tenho muito amor a dar, e o melhor pra alguém que me dê o devido valor e que me ame muito. Que me faça acreditar que mesmo contos de fadas não existindo, eu posso sim ter o meu final feliz. Não insiste, acabou. A caixa se desfez! To livre agora.
Sem mais nenhum argumento Henrique se sentou no chão, prendendo o choro. Todos foram saindo aos poucos da sala. E Henrique permanecia ali sentado, próximo a Luiza.
Até que a menina com as lágrimas já secas resolveu sair dali e virar a página de vez, jogar a caixinha pra reciclagem.
Passou a mão nos cabelos dele e disse:
- Você não disse que queria que eu fosse feliz? Pois então, fique tranquilo, porque agora eu vou ser.
E assim saiu sem olhar pra trás.

ao som de Os outro - Leoni - Texto fictício, mas com traços verdadeiros. Que menina nunca sofreu por um garoto ? O problema é que a gente põe as pessoas na nossa vida como deuses, como centro do nosso mundo. Enquanto na verdade, Deus mesmo, só existe um e só Ele pode ocupar esse espaço de Centro em nossas vidas.

beijos e pensem nisso ;*

7 comentários:

Thizi disse...

Meu Deus do ceu! bom pelo menos agora ela vai ser feliz.... até eu fiquei com medo do que ela poderia fazer

Camila Paier disse...

Xará querida! Tudo bem? Linda história..Me identifiquei :)
Forte, intensa, emocionante.
Enfim, achei linda a parte do perdão; talvez porque, ache o perdão essencial pra vida, pra tudo. Amei!
Tens escrito bem, hein? Tô gostando de ver!
Um beijão e obrigada, mais uma vez, por tudo! Tu é linda

yasmin sales disse...

adorei o texto, e me identifiquei bastante. perdoar realmente é necessário, mas não significa que se deve cair no mesmo erro. quem trai não se importa com os sentimentos da outra pessoa.
parabéns pelo texto e pelo blog.
beijos

whathefuck disse...

Linda a história. Emocionante *-* IAOSIOIO parabéns pelo seu blog. estou seguindo :)

Bruuh Fevers disse...

Que legal essa história!!Vc escreve mt bem!!

Se puder,dá uma passada no meu blog:
http://imodelblog.blogspot.com/

A! disse...

Me emocionei *-*
Parabéns pelo seu dom da escrita!

Tô seguindo aqui;
http://chutenacanelaxx.blogspot.com

Julia Luiza Schäfer disse...

Oi querida! Nossa, adorei esta história. Confesso, porém, ter esperado que ela caísse nos braços dele, mas me encantei e me surpreendi com a força dessa menina. Gostaria eu de ser assim, ter essa certeza e decisão por aquilo que é melhor sabendo deixar as coisas no passado! Muito bom! Beijos grandes!

P.S: Eu que agradeço a retribuição da visita e o comentário. :) E quanto ao meu último texto, ele é real! Beijos flor!! Sucesso!

Related Posts with Thumbnails
Licença Creative Commons
This obra by Camila Milano is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compatilhamento pela mesma licença 3.0 Unported License.
Based on a work at camilamilano.blogspot.com.