quinta-feira, 29 de julho de 2010

O mundo encantado de Luiza - O sonho


Era tão somente mais um novo amanhecer para Luiza. Depois de tantos altos e baixos e de tantas mentiras, esse era o momento de ser feliz. Mas toda aquela fortaleza que ela aparentava, se desfez no momento em que saiu pela porta onde Henrique estava, no dia anterior. Mesmo parecendo muito segura de si mesma, a menina guardava medos, incerteza e um vazio imensos, dos quais ainda não tinha coragem de falar com ninguém. Medo de ser traída novamente, um vazio que não conseguira preencher com nada que pudesse imaginar, incertezas das quais só poderia se desfazer, vivendo novamente. Levantou-se da cama e lembrou de tudo o que tinha acontecido. Tentou se manter forte, mas estava sendo difícil. Ainda sentia sono e estava com o corpo cansado e tenso. Não tinha dormido bem. Chorou sozinha a noite toda. Toda vez que sentia que alguém estava se aproximando, segurava o choro. Continha cada grito e gemido de dor e decepção.
Saiu da cama, desceu as escadas e percebeu que não havia ninguém em casa. Dona Lúcia deixou um recado sobre a mesa dizendo:
"Minha querida e amada filha, deixei que dormisse até mais tarde, não se preocupe, não precisa ir a escola hoje. Se recomponha, fique bem. Tem comida na geladeira, é só esquentar. Te amo muito, e tenho fé de que Deus te prepara algo grandioso. Beijos."
A doce menina estava com o rosto inchado - tão jovem e já se decepcionando assim - Luiza subiu novamente as escadas e foi até o canto de seu quarto, onde se recordava de ter grandes e maravilhosas lembranças de infância. Seu pai havia pintado estrelas e "parte do Universo" para que a menina soubesse que havia um mundo mágico lá fora. Ela pegou seu ursinho de pelúcia, já velhinho, calejado, e deito-se novamente, mas agora ali, naquele cantinho onde se sentia bem e protegida pelo seu amigo urso.
Começou a escutar um barulho estranho. Não sabia de onde vinha. Sentou-se assustada e logo em seguida viu um Senhor se aproximar pela porta. Se encolheu toda, abraçou seu ursinho como nunca e começou a orar descompassadamente, se atropelava nas palavras até. Como podia, depois de tudo o que passou no dia anterior, agora morrer assassinada por um velhinho! Pensava ela.
Gritou dizendo:
- Meu Senhor, eu não tenho nada pra dar, não tenho dinheiro, mas pode levar o que quiser, mas não faça nada comigo, por favor.
O velhinho entrou então no quarto e na mesma hora Luiza olhou dentro de seus olhos, e naquele momento ela sentiu uma paz incrível, como nunca havia sentido antes.
Aquele Velhinho sentou ao seu lado e começou a falar:
- Menina, quando a noite vier perturbar sua vida, destruir seus sonhos, saiba que estarei aqui para te acolher. Não se sinta sozinha, eu sempre estive ao teu lado, mas você não me permitia chegar mais perto. Menina, há quanto tempo estás perdida e sozinha marcando seu destino? Muito, acertei? Pois bem, não se prenda ao pequeno e passageiro. Entenda que as coisas que acontecem na nossa vida, só nos acrescenta. Mesmo o que aparentemente nos fere. Temos que guardar as lições, mas não as feridas. Deixe que Eu as cicatrize. A cicatriz vai existir sempre, mas para que você não cometa os mesmos erros. Lembre-se de que você nasceu completa e não precisa de ninguém além de Mim para ser feliz. Perceba que toda vitória, tem um caminho árduo, mas não porque Eu quero e sim porque vocês escolhem assim. E sempre será gratificante.
Luiza, surpresa e já sem medo algum, perguntou:
- Calma ai, o Senhor ... ehr, é O SENHOR? Por quê? Isso não é possível. Porque eu sou toda errada, sou vou a Igreja porque a minha mãe me obriga e assim, eu não mereço a Tua presença. Fora que esse papo todo de Missa, grupo disso, pastoral daquilo e blábláblá não é comigo. Eu não levo jeito pra isso, as pessoas são velhas por lá.
- Entenda minha filha, eu não faço distinção entre meus filhos. Eu os amo da mesma forma especial e igualmente. E saiba que eu não aceito o pecado, mas eu amo o pecador, compreende? E quanto a ir a Igreja, bem é um meio de você se aproximar cada vez mais de mim e sentir mais e mais a minha presença. Lá você poderá compreender mais a Mim e os caminhos que Eu desejo pra você. E não existem só velhos não, minha pequena, há muitos jovens lá, que se divertem, dançam, fazem festa e vivem como qualquer jovem desse mundo, mas eles os fazem segundo aquilo que Eu lhes ensino e advirto. Eu os amo e os quero bem e felizes. Mas quero lhes dar a felicidade verdadeira, e não essa instantânea e passageira que muito jovens vivem. Se dê a oportunidade de viver essa felicidade. Saia por essa porta e pense que o ontem , já passou e que você não vai mais viver aquilo. É passado, superado! Eu te fiz a minha imagem e semelhança por amor e é por amor que eu te quero bem, feliz e segura de si e do seu futuro. Confia em mim, entrega tua vida e tuas dores pra Mim, no mais eu agirei.
- Ah, Senhor, mas eu fico desanimada só de pensar que outro menino pode fazer tudo o que o Henrique me fez. Doeu e foi uma vergonha aquilo tudo. É fácil falar e acreditar enquanto o Senhor está aqui, mas e depois? Eu não sei se consigo.
- Hey, menina, Eu sempre estou com você, acredite nisso! Você é assim, feita de sonhos e esperança. Nasceu pra amar e ser amada por alguém, eternamente. Saiba que a vida não e fácil nesse mundo onde parte das pessoas são egoístas e esquecem que os outros também tem sentimentos, mas se si concentrar em mim, será menos árduo. O que é teu está guardado, tudo tem o seu tempo certo. Eu sei bem, tua dor deve ser grande, outra vez decepção, parecia ser o cara certo, especialmente feito pra você, mas não desista dos teus sonhos, Eu tenho o melhor pra você. Lembra que Eu estou perto e sofro com você.
- Sabe, eu tinha uma visão tão diferente do Senhor. Eu senti uma paz enorme me invadir, já não sinto mais aquele vazio que me consumia. Obrigada por tudo o que tens me feito. Eu sinceramente nem sei o que fazer ou dizer. Só agradecer! Eu te peço Senhor, fica comigo! Sei que contigo ao meu lado tudo posso e tudo consigo. Não sei traduzir em palavras o que estou sentindo, mas Tu sabes bem, eu sei. É incrível, é maravilhoso. Único!

Então os dois se abraçaram, num abraço demorado. Pai e filha, criador e criatura, unidos. Tão simples e bela aquela cena, de aquecer qualquer coração frio.
- Mas por último, minha filha amada preciso te dizer uma coisa pra que fique gravada em ti. Tenha certeza de eu te amo e estou sempre contigo, mesmo que ainda se ache pecadora e distante de mim. Não chore linda menina, mas clame sem cessar .
Logo em seguida Luiza escutou outro barulho, como se a chamassem. De repente se viu deitada, abriu os olhos e viu sua mãe de joelhos, com uma expressão preocupada e perguntando como ela estava.
Percebeu que aquilo tudo foi um sonho. Um sonho, será? Mas a paz ainda permanecia nela e o vazio de fato havia sumido. Não foi um sonho, sentia dentro de si que tinha sido real e que Ele estava ali com ela.
Deu um sorriso largo pra sua mãe, e disse:
- Eu nunca me senti tão bem mãe, na verdade, eu nunca pude imaginar que eu poderia ser tão feliz assim. Eu te amo tanto, sabia? Obrigada por tudo. Mas sabe o que me deixa mais feliz mesmo é saber que Deus me ama e eu não estou só, nunca estive.
As duas se levantaram e saíram conversando animadamente.

Os trechos em negrito são de músicas que muito me encantam. - Linda Menina do Rosa de Saron e Não desista dos seus sonhos do Pimentas do Reino -

7 comentários:

kaahfreitas disse...

AWM, Que lindo! *-*

Julia Luiza Schäfer disse...

Mais um, Nossa! Hehe. Linda a maneira como escreveste e descreveste Ele! É confortante saber que mesmo apesar de tudo, temos Alguém que nos acompanha e está sempre olhando por nós. Adorei, mais uma vez!!!
Beijos flor!!!

Déborah Simões disse...

ai que texto lindo...

menina, tu escreve bem demais..
a gente imagina cada cena...

amei...

- looikiwi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jota disse...

Me senti lendo A Cabana. É isso aí, que Deus use você nos textos pra tocar outras pessoas.
Que Ele te abençoe, bejs

Camila Paier disse...

Lindo, intenso, e reconfortante. Quem espera, a Deus vê. Se não figurativo, como Luiza teve o prazer, em forma de atos, ações, palavras, sinais. Quando a fé é enorme, não há o que nos derrube :)
Adorei, guria. Era tudo o que eu precisava ler.
Um beijo, xará!

Italo Stauffenberg disse...

Percebi que és católica não? Mas isso não importa, o que vale é adorar a Jesus e lhe render graças, fazer o que sua palvra diz e multiplicar seus ensinamentos aqui na terra. Adorei teu espaço e já estou te seguindo.

Volte sempre!

Adorei suas palavras!

Um beijo.

Related Posts with Thumbnails
Licença Creative Commons
This obra by Camila Milano is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compatilhamento pela mesma licença 3.0 Unported License.
Based on a work at camilamilano.blogspot.com.